Pare de Buscar a Perfeição: O Bom o Suficiente Pode Ser o Suficiente?